Luz na mente, Paz na alma!!!

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

RETRÓGRADOS E MAGNETISMO

Nãonada no universo que não possua qualidades magnéticas. Sabe-se que o próprio pensamento atrai pensamento semelhante.
Cada indivíduo tem suas próprias energias magnéticas baseadas inteiramente sobre como é usada a combinação de seu horóscopo planetário. Todas as configurações atraem determinadas coisas e ao mesmo tempo repelem outras. Assim, todo o mundo se encontra numa condição, ao mesmo tempo, positiva e negativa.
No horóscopo individual, alguns planetas estão colocados num ponto de radiação onde constantemente liberam suas energias para o mundo. Outros estão colocados como pontos de absorção através dos quais o indivíduo é capaz de assimilar a compreensão que ele necessita do universo.
Na verdade, a maneira como o indivíduo usa seus planetas é que determinará suas qualidades magnéticas a cada momento, acima e além da qualidade magnética básica do planeta. Portanto, mesmo os planetas que absorvem, podem irradiar, dependendo de como o indivíduo estiver polarizado naquele momento particular.
Quando uma pessoa está com muita energia, além da que necessita no momento, a maioria de seus planetas atua como radiadores e ela se torna um doador para as outras pessoas. Em condições opostas, quando uma pessoa dispõe de menos energia da que necessita para atuar, seus planetas tornam-se receptores, tirando de outros a energia que lhe falta.
O homem possui a habilidade de realmente controlar, de momento a momento, seu próprio campo magnético! Para verificar isto, consideremos o planeta Vênus, que é negativamente magnetizado e geralmente é considerado como um receptor. Mesmo assim, quando o indivíduo tem, através de todos os seus outros planetas, mais energia do que precisa em determinado momento, ele usará seu Vênus para irradiar amor a outras pessoas. O mesmo se aplica a Marte, freqüentemente tido como agressivamente masculino e egocêntrico. Nas mesmas circunstâncias, quando um indivíduo tem mais energia do que necessita, ele usa seu Marte para dar energia aos outros.
Isto acontece com todos os planetas. De momento a momento, e dia a dia, cada planeta é, em parte, radiador e, em parte, receptor.
Para a Astrologia é importante saber até que ponto um planeta exerce domínio sobre outro, em determinado momento da vida de um indivíduo; e o Astrólogo tenta usar sua habilidade da melhor maneira, para ensinar as pessoas como usar seus planetas de ambas as maneiras.
Quando um indivíduo é capaz de usar todos os seus planetas, como receptores ou radiadores, mudando suas polaridades como for necessário, ele não precisa de um estudo de seu horóscopo. Mas raramente isto acontece num estudo de Astrologia. Geralmente, o indivíduo está absorvendo ou irradiando a mais ou a menos na maneira de combinar e harmonizar todas as energias planetárias de seu mapa. Para o leigo, isto é explicado como a existência de problemas pessoais com os quais não sabemos lidar. Para o Astrólogo, é apenas uma polarização de energia magnética e, tão logo se possa fazer o indivíduo entender e desenvolver um controle sobre seu próprio campo de força magnética, muitos de seus problemas pessoais milagrosamente desaparecem!
                                 (Martin Schulman - Planetas retrógrados e reencarnação-pg 15,16)


Um comentário:

  1. Pois é, Denise, estive aqui absorvendo energia positiva, ou melhor, recarregando as baterias. Beijos

    ResponderExcluir

O grande enigma...

Desde a mais remota antiguidade, o homem já voltava sua cabeça para cima a fim de admirar a beleza das estrelas, e pensava: Que mistérios elas devem esconder? Seria pretensão de nossa parte achar que estamos sózinhos no Universo e pensar que os corpos celestes foram criados apenas para deleitar nossa visão. Através do estudo de cada um deles e da forma com que nos influenciam individualmente é que poderemos entender um pouco melhor a humanidade. Sabendo quando e como teremos condições de escolher o melhor desfecho de nossas ações.